quinta-feira, 19 de maio de 2011

Conheça bem o seu fio capilar

O FIO DE CABELO

A pele é um órgão vivo que desempenha funções importantes em nosso organismo, como regular a temperatura, agir como mecanismo de defesa, proteger nosso corpo de ações externas, entre outras. É no interior da pele que acontece a formação dos fios de cabelo.

Ela é dividida em três camadas distintas:
  •  Epiderme - é a camada superficial
  •  Derme - é a camada intermediária
  •  Hipoderme - é a camada profunda.
A pele abriga todos os fios de cabelo, neste caso o couro cabeludo. O fio do cabelo origina-se dentro do folículo piloso, onde se encontra o bulbo ou raiz. A alimentação dos fios acontece na papila, através da circulação sanguínea, que nutrem as células germinativas e assim estas células se reproduzem continuadamente e originam o fio de cabelo.

O fio de cabelo é uma estrutura fina que cresce em média 1,5 cm ao mês. Ele é constituído principalmente de uma proteína denominada queratina. Durante seu crescimento ele é envolto pela secreção das glândulas sebáceas. Estas são as responsáveis pela lubrificação dos fios, funcionam como uma capa protetora, além de permitir brilho e suavidade ao fio. Cada fio possui raiz e haste. A haste é a parte visível.
Ao microscópio aumentado,milhares de vezes , cada fio possui três estruturas principais:
  •  Cutícula – Camada Externa
  •  Córtex – Camada intermediária
  •  Medula – Camada central.
1. CUTÍCULA - É a camada externa do fio. Cujas propriedades estruturais servem de proteção contra influências externas. Ela é formada por células achatadas que formam uma cobertura de escamas de queratina que se sobrepõem umas as outras, lembram escamas de peixe. A cutícula quando agredida ocasiona alterações na saúde do fio, como pontas secas e duplas, cabelo seco e quebradiço, alteração na cor, queda, etc. Isto ocorre principalmente por Ações Mecânicas como ato de escovar, pentear, secar e por Ações Químicas como descoloração, tintura, permanente, alisamentos, etc e por Ações de Agentes Externos como sol, poluição, vento, poeira, água com cloro, ar condicionado, etc.

2. CÓRTEX - É constituído de células delgadas que possuem em seu interior um pigmento denominado melanina, que confere a cor dos cabelos, podendo estar presente sob a forma de grânulos esparsos, grumos ou fluído.
A cor do cabelo é determinada geneticamente. De acordo com a natureza da melanina, a quantidade e a sua distribuição no cabelo, pode obter várias cores. Os tipos principais de melanina são três: Eumelanina – Azul, Feomelanina – Amarelo e Tricosiderina – Vermelho.
As cores naturais dos cabelos dependem das diferentes proporções destas melaninas e são indicadas na escala de 1 a 10, da cor mais escura a mais clara, em progressão descendente, para o desenvolvimento de tinturas.

 COR NATURAL
1. Preto
2. Castanho Escuríssimo
3. Castanho Escuro
4. Castanho Médio
5. Castanho Claro
6. Louro Escuro
7. Louro Médio
8. Louro Claro
9. Louro muito Claro
10. Louro Claríssimo
3. MEDULA – Consiste de um eixo central de células


ESTRUTURA QUÍMICA DO FIO

O fio de cabelo é constituído principalmente de queratina, uma proteína fibrosa, derivada das células ectodérmicas (pele). O cabelo contém de 65% a 95% de proteína (queratina) e os demais componentes são:
  •  Água – esta é fundamental e sua concentração aumenta de acordo com a umidade do ar. Os fios quando estão molhados são menos resistentes e rompe-se com maior facilidade.
  •  Lipídeos – Os internos que fazem parte da estrutura do fio e os externos formados pelo sebo.
  •  Elementos químicos – (vitaminas e minerais) sua presença na estrutura capilar é muito baixa.
A queratina dos cabelos contém cerca de 10 a 14% de cistina (aminoácido) que contém as pontes de dissulfeto, que são as responsáveis pela capacidade da queratina dos cabelos, distender-se a quase o dobro do seu comprimento quando exposto ao calor úmido, mas se contrai ao comprimento normal pelo resfriamento.
É devido às propriedades da queratina, que o cabelo para ser ondulado, pode ser molhado e enrolado firmemente em torno de um rolo sólido, ficando assim até secar. A tensão prolongada rompe as ligações, levando o fio à outra posição. Estas ligações porém são instáveis e se o cabelo for lavado, elas desaparecerão e o modelo de ligações primitivo é restabelecido.
As substâncias químicas que provocam a ruptura das ligações das pontes cruzadas de dissulfeto modificam permanentemente o fio do cabelo, é o caso de alisamento de cabelos.

FORMAS DE CABELO

A curvatura é a característica do cabelo que mais influência o volume , a penteabilidade e a maleabilidade, entre outras características. A curva do cabelo crespo, ondulado e liso é determinada geneticamente, variando de acordo com as raças.
  •  CABELOS LISOS - é predominante nas raças mongólicas, como os chineses, esquimós e índios. São cabelos grossos e lisos, com algumas variantes: lisos e finos e ligeiramente ondulados.
  •  CABELOS ONDULADOS - é predominante nas raças caucasóides como os europeus. São cabelos finos e ondulados, que se dividem em ondulados, muito ondulados e cacheados.

Essa é a minha cliente Adriana ela tinha um cabelo muito crespo volumoso e desalinhado 


 Hoje ela ta feliz da vida ,com o novo visual.esta fazendo a nano terapia e so aliza os cabelos de 3 em 3 meses. Fiz analise do fio dela, e trnsformei o sonho dela em realidade





  • CABELOS CRESPOS - é característico de quase todas as raças negras e suas miscigenações podendo variar em crespos e muito crespos


TIPOS DE CABELO
Cada pessoa já nasce com seu tipo de cabelo (seco,oleoso,normal) que são características transmitidas por fator hereditário. Mas outros fatores podem alterar sua natureza original, tornando-os mistos, com pontas duplas, ressecados e danificados.
  •  CABELOS SECOS: São de toque áspero, sem brilho, volumosos, armados e frágeis. Acumulam eletricidade estática e são difíceis de pentear e desembaraçar. Algumas causas mais comuns: hábitos alimentares, longas exposições ao sol e banhos de mar e piscina sem prevenção adequada, processos de tintura, permanentes, alisamentos. Estes fatores ocasionam desequilíbrio com a secreção nas glândulas sebáceas tornando o couro cabeludo e os fios secos.
 INDICAÇÃO: Usar o Shampoo Hidratante,Diáfora Recondicionador Liquido Diáfora, e o Balsamo normalizante.Obs: esse balsamo é um produto proficional e só é encontrado nos salões. o champoo e o recondicionado você pode comprar no salão pois é linha de clientes.Todos os iténs indicado é parte do kt de manutenção da nano DIÀFORA
  •  CABELOS OLEOSOS: São gordurosos, pesados, sem volume e geralmente finos. Têm brilho que é decorrente do excesso de oleosidade. O fato de possuir maior secreção sebácea pode ocasionar e acelerar o processo de queda. Causas mais comuns: o stress físico e mental, alimentação desequilibrada, problemas hormonais, provocam desequilíbrio na secreção das glândulas sebáceas acelerando sua produção, influindo na oleosidade da pele e dos cabelos.
 INDICAÇÃO: Usar o Shampoo Revitalizante Acquafinish da nano
  •  CABELOS NORMAIS: São macios, sedosos, de aparência saudável, brilhantes e com volume. As glândulas sebáceas liberam apenas a oleosidade suficiente para lubrificar naturalmente os fios.
 INDICAÇÃO: Usar o Shampoo hidrtante Diáfora ou o revitalizante Acquafinish da nano
  •  CABELOS MISTOS: Geralmente o couro cabeludo é oleoso e os fios são secos e quebradiços. Causas mais comuns: Produtos inadequados, processos químicos como tinturas, alisamentos, uso exagerado do secador, agentes externos como sol, água do mar e piscina entre outras.
 INDICAÇÃO: Usar o Shampoo Nano Rpair complexPro-Gravidade e o Condicionador instantâneo Nano repair cmplex alternar com o Shampoohirdtante e Recondicionador liquido Diáfora

CICLO DE VIDA DO FIO
Fase do crescimento (Anágena)
Esta fase dura entre 3 a 5 anos. As células da papila se dividem permanentemente e empurram as precedentes para cima. Este processo de empurrão das células é o responsável pelo crescimento do fio.
Fase de repouso (Catágena)
Sua duração varia de 3 a 4 semanas. A divisão celular diminui e depois cessa. O cabelo não cresce mais
Fase de queda (Telógena)
Duração média de 3 a 4 meses. A multiplicação celular não acontece mais, o cabelo desprende e cai. Em seguida a papila se reativa e um novo fio de cabelo se forma.
  • Na vida de cada pessoa o folículo pode produzir em média 25 ciclos.
  • Diariamente perdemos de 30 a 50 fios. Esta troca é lenta e nem se percebe. Se esta média for superior pode haver um desequilíbrio.
 O fio de cabelo cresce em média de 1 a 2 cm ao mês.

CABELOS E PROBLEMAS
Os problemas que mais preocupam são os da raiz (bulbo). Por uma série de fatores , os cabelos sofrem as conseqüências que às vezes os levam a queda parcial ou total (Alopecia). As situações em que é envolvido o couro cabeludo, são anomalias tais como:
  •  SEBORRÉIA: substâncias oleosas que acumulam e se solidificam na raiz, inibindo a oxigenação, assim causando o sufocamento do bulbo.
 O que fazer: Lavar os cabelos com Shampoo Complexo Vegetal Terractiva, de ação natural, massageá-los bem , se possível todos os dias.
  •  HIPERIDROSE: excesso de suor, causado pelo descontrole das glândulas sudoríparas, mistura-se ao sebo causando asfixia do bulbo e oleosidade nos cabelos.
 O que fazer: Usar xampus antioleosida Sempre massagear bem os cabelos, se possível todos os dias. Obs. Jamais dormir com os cabelos molhados.
  •  ANÊMICO: Acumulam-se os problemas acima descritos e é afetada a circulação sanguínea da papila pilosa tornando o sistema de alimentação do bulbo insuficiente.
 O que fazer: Usar um antiqueda natural indicado pelo seu dermatologista.
  •  ALOPECIA: couro cabeludo com seborréia, hiperidrose, mal nutrido e anêmico, inicia-se uma anomalia, a alopecia (queda dos cabelos).
 O que fazer: Usar produtos de limpeza profunda, produtos que hidratam e nutrem e produtos antiqueda. Mas, nestes casos de alopecia, é preciso a orientação médica.
OBS: Mas em todos os casos acima citado é indicado lavar os cabelos com água morna, uma boa limpeza é fundamental para a saúde de todos os cabelos. O choque térmico (água fria imediatamente após a limpeza dos cabelos) é benéfico e quase necessário, é cientificamente comprovada a sua eficiência

PROBLEMAS DOS FIOS

  • POROSOS: As escamas ficam abertas, deixando os cabelos porosos, tornando-os sensíveis aos agentes externos e ainda com a perda da pigmentação, ou seja, da cor.

  • PONTAS DUPLAS (Tricoptlose): Dá-se uma ruptura que começa nas pontas dos cabelos, tornando-os difíceis de pentear e fáceis de quebrarem com o manuseio de pente ou escovas

Nenhum comentário: